segunda-feira, 12 de março de 2018

Tristeza na região, Cruzeiro fora do Gauchão em 2019

Cruzeiro não jogo o Gauchão em 2019
Fotos: Joze Haag


O Cruzeiro de Cachoeirinha perdeu para o Caxias, por 1 a 0, neste domingo (11/03) e despediu-se do Campeonato Gaúcho da Série A, para a tristeza de muitos desportistas aqui da região.
Este é o segundo rebaixamento da história do Cruzeiro. O primeiro aconteceu no dia 3 de abril de 1966 com um empate em 2 a 2 com o Rio-Grandense de Rio Grande.
Uma grande tristeza se abate em Gravataí e Cachoeirinha, cidades que acolheram o Estrelado. O clube ainda luta para finalizar as obras do seu estádio em Cachoeirinha e, assim, há algumas temporadas – com a lacuna deixada pelo Cerâmica – joga no Vieirão e, de algum modo, também representa a cidade de Gravataí.
Torcemos pra que o Cruzeiro possa se reerguer e retornar ao seu devido lugar em 2020. Estaremos acompanhando e torcendo para isso!
Sorte ou faltou competência?
Pois é achamos que a sorte não foi boa para o Cruzeiro, principalmente em três jogos.
No jogo contra o São José o Cruzeiro vencia até os 40 min do segundo tempo quando em duas bolas o São José virou o jogo.
No jogo contra o Brasil aqui no Vieirão o Cruzeiro abusou de perder gols feitos, até que o Brasil foi lá e marcou o gol da vitória.
E agora jogo contra Caxias, pênalti a favor do Cruzeiro que salvaria o clube do rebaixamento, foi desperdiçado.
Estes fatos é falta de sorte ou faltou competência?
O jogo
O jogo, em geral, não teve grandes emoções, principalmente no primeiro tempo.  A chance inicial da partida foi do Cruzeiro, em chute de fora da área de Foguinho. O Caxias respondeu com um chute de Nicolas.
A segunda etapa da partida foi mais dinâmica. Logo aos dois minutos, Wagner chutou da entrada da área, mas a bola foi por cima do gol Grená. Aos 28 minutos, Nathan ganhou a dividida com o zagueiro e cruzou para Daniel Cruz completar para fazer 1 a 0 para o Caxias. Precisando da vitória para escapar do rebaixamento, o Cruzeiro partiu para o ataque e teve a chance de empatar em um pênalti, aos 32 minutos. Kozlowski bateu, mas Gledson defendeu a penalidade máxima.
O Cruzeiro teve: Deivity; Lucas Carvalho (Michel Renner), Fernando Pinto, João Guilherme e Jonathan; Ben-Hur, Foguinho, Dê (Jefferson) e William Kozlowski; Wagner e Saldanha (Bolt). Técnico: Ben-Hur Pereira.
Caxias: Gledson; Cleiton (Igor Bosel), Jean, Laércio e Julinho; Marabá, Gilson, Diego Miranda e Túlio Renan (Nathan,); Nicolas e Gabriel (Daniel Cruz). Técnico: Luiz Carlos Winck.
Arbitragem: Leandro Vuaden auxiliado por Elio de Andrade Junior e Leirson Martins.
Gol: Daniel Cruz (28’2º) para o Caxias.
Local: Estádio Antônio Viera Ramos (Gravataí)







domingo, 4 de fevereiro de 2018

Cruzeiro vence o Grêmio em plena Arena

Fotos: Lucas Uebe/Rede Sociais


O Cruzeiro de Cachoeirinha, com um esquema muito bem montado pelo Ben Hur Pereira,  venceu o Grêmio em plena Arena neste sábado, dia 03/02.
Cruzeiro é o único time gaúcho a vencer o Grêmio duas vezes na Arena.
O Cruzeiro abriu o placar aos três minutos. Após cobrança de escanteio, o árbitro Jean Pierre Lima marcou pênalti de Madson para o Cruzeiro. O atacante Kayron bateu e converteu.
Com o resultado, o Grêmio segue sem vencer no Gauchão. O Tricolor está em 11º lugar, dentro da zona de rebaixamento, com apenas um ponto. O Novo Hamburgo pode empurrar o Grêmio para a lanterna do torneio. Para isso, o Noia precisa apenas empatar com o São Paulo nesta segunda-feira (05).
Na quarta-feira, do dia 14 de fevereiro, às 20h30 o Cruzeiro  enfrenta o Novo Hamburgo, no Estádio do Vale.
O Cruzeiro venceu jogando com: Deivity; Lucas Carvalho, Fernando Pinto, João Guilherme e Jonathan; Ben-Hur, De, Wagner (Foguinho) e Willian Kozlowski (Tawan); Saldanha e Kayron (Renner). Técnico: Ben-Hur Pereira
O Grêmio teve: Marcelo Grohe; Madson (Jael), Pedro Geromel, Walter Kannemann e Bruno Cortez; Maicon, Jailson (Alisson), Léo Moura, Luan e Everton; Cícero (Lima). Técnico: Renato Portaluppi













Raquel Sampaio Musa do Cruzeiro

Escolinha do Boca São Vicente, mais uma vez apoiando o Cruzeiro








quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Raquel Sampaio é a Musa do EC Cruzeiro

No último domingo, dia 28/01, o EC Cruzeiro escolheu a Musa que vai representar o clube no Concurso Musa do Gauchão, a escolhida foi Raquel Sampaio, uma morena muito bonita que quer estar presente em todos os eventos do Estrelado.
Raquel tem 27 anos, natural de Porto Alegre, criada no bairro  Gloria, zona sul da capital, em 2007 começou sua vida de modelo, em uma agência de modelo em Porto Alegre,  após foi para São Paulo, onde também vários trabalhos nesta área.
Mas a paixão pelo Carnaval foi mais forte, Raquel começou a participar de vários concursos, saindo vencedora em vários, entre eles, Miss Beleza Negra de Porto Alegre,  a mais bela Negra de Porto Alegre, a mais bela Negra do Rio Grande do Sul, 1º Princesa Miss bumbum Santa Maria,  Rainha do Carnaval de Porto Alegre e agora  Musa do Cruzeiro.  
Hoje, Raquel trabalha como recepcionista no Centro Administrativo do Estado, o seu maior desejo, neste momento, é seguir vida de modelo e se tornar a Musa do Gauchão/2018.